<div style='background-color: none transparent;'><a href='http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget' title='News Widget'>News Widget</a></div>

Para não dizer que não falei de Cores - Cores da Serra de Guramiranga, um dos lugares mais aprazíveis no Estado do Ceará. Meu destino no fim-de-semana. Dos versos que fluem das entrelinhas da paráfrase que sei de cor. As Cores que contrastam com o cinza que predomina na feia fumaça que sobe apagando as estrelas. Lá onde as estrelas se mostram despudoradas às retinas da gente. À paisagem colorida por personas tão ricas e amigas.
Do Azul que há no céu e nos teus verdes olhos a refletir também as vagas vagas marinhas do mar tão distante. Do mar...imaginário do universo de nós dois. Das cores das folhas e das aves que passam em música e em verso. Dos bólidos díspares-em-cor que bailam à mesa de jogos, cujo verde pano testemunha e acolhe os corpos derrotados que desfilam sobre seus alicerces. Das frutas e das águas tranqüilas que inundam os sonos e sonhos de quem as desfruta. Do verde que vai ficando para trás na estrada escura que nos envolve a tez branca e morena no retorno à azáfama nossa de cada dia.




Post Scriptum: Encontrei a bela foto acima, tirada do Pico Alto em Guaramiranga, no site de Daniela Pierre, o qual encontrei através de uma busca no Yahoo.

Emudece a Arte - Há pouco, Mauro Rasi partia e deixava o teatro de luto. Agora, nos deixa o poeta Waly Salomão. Aos espasmos, parece que a nossa boa arte vai emudecendo. Mas a arte deixada por eles e por tantos outros que partiram - como Vinícius, Lennon e Tom Jobim - eterniza-se e se procria sempre que é lembrada. Assim sendo, o verborrágico e saudoso Salomão fala por si na letra de Vapor Barato, feita em parceria com Jards Macalé. Poeta, parla! :

Vapor Barato
(Jards Macalé – Waly Salomão)

Oh, sim, eu estou tão cansado
Mas não pra dizer
Que eu não acredito mais em você
Com minhas calças vermelhas
Meu casaco de general
Cheio de anéis
Vou descendo por todas as ruas
E vou tomar aquele velho navio
Eu não preciso de muito dinheiro
(Graças a Deus)
E não me importa, honey

Oh, minha honey baby
Baby, honey baby
Oh, minha honey baby
Baby, honey baby

Oh, sim, eu estou tão cansado
Mas não pra dizer
Que eu tô indo embora
Talvez eu volte
Um dia eu volto (quem sabe)
Mas eu quero esquece-la (eu preciso)
Ah, minha grande
Ah, minha pequena
Ah, minha grande obsessão

Oh, minha honey baby
Baby, honey baby
Oh, minha honey baby
Baby, honey baby…


Para ouvir Vapor Barato na voz de Gal Costa e Zeca Baleiro, o Uol Música a disponibilizou aqui.

Marcadores:

Deixe um comentário


Comentem as matérias, façam sugestões, elogios ou mesmo reclamações, troquem idéias, este é o lugar para opinar!

Os comentários não serão respondidos por email, só aqui mesmo; se quiser saber se alguém respondeu ao seu comentário, inscreva-se por email no Feed de comentários do artigo, ou então: VOLTE SEMPRE!