<div style='background-color: none transparent;'><a href='http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget' title='News Widget'>News Widget</a></div>

Acalanto-me com Poesia. Aos tormentos d´alma, idílios, enfim, bastam-me os devaneios em letras.
Segue, portanto, uma pequena homenagem ao Mestre Vinícius, que há cerca de 40 anos, juntamente com o Maestro Jobim, nos presenteava a Garota de Ipanema. Faço minhas as suas seguintes palavras em Samba em Prelúdio, composta com o amigo Baden Powell:


Samba em Prelúdio

Eu sem você, não tenho porque
Porque sem você, não sei nem chorar
Sou chama sem luz, jardim sem luar
Luar sem amor, amor sem se dar
Eu sem você, sou só desamor
Um barco sem mar, um campo sem flor
Tristeza que vai, tristeza que vem
Sem você meu amor, eu não sou ninguém
Ah! que saudade, que vontade
De ver renascer nossas vidas
Volta querida
Os meus braços precisam dos teus
Teus abraços precisam dos meus
Estou tão sozinho
Tenho os olhos cansados de olhar para o além
Vem ver a vida
Sem você meu amor eu não sou ninguém
Sem você meu amor eu não sou ninguém


Baden Powell / Vinícius de Moraes

Marcadores:

Deixe um comentário


Comentem as matérias, façam sugestões, elogios ou mesmo reclamações, troquem idéias, este é o lugar para opinar!

Os comentários não serão respondidos por email, só aqui mesmo; se quiser saber se alguém respondeu ao seu comentário, inscreva-se por email no Feed de comentários do artigo, ou então: VOLTE SEMPRE!